sábado, 1 de abril de 2017

Feliz Aniversário para Nós!

Feliz Aniversário para Nós! 

Hoje fazemos 8 anos! Nem sabemos bem o que sentir!

Dê-nos uma prenda! Entre no nosso blogue e confira se já participou na acção proposta na publicação anterior a esta.

Muito obrigados/as!




domingo, 26 de março de 2017

Presidente da República convidado para uma tourada! Por favor, escreva-lhe.



Para: belem@presidencia.pt
Cc.: marinhenses.antitouradas@gmail.com 

Assunto: A/C. Excelentíssimo Senhor Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, Digníssimo Presidente da República Portuguesa

---- Mensagem sugerida ----

Excelentíssimo Senhor Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa,
Digníssimo Presidente da República Portuguesa:

Excelência,

Tive conhecimento de que Vossa Excelência recebeu um convite para assistir a uma tourada no Campo Pequeno (http://naturales-tauromaquia.blogspot.pt/2017/03/rui-bento-convida-presidente-da.html).

Como Vossa Excelência certamente sabe, as sociedades valorizam cada vez mais as questões relacionados com o bem-estar animal e, neste âmbito, a tauromaquia – actividade que considero, e é amplamente considerada, violenta contra os animais – tem vindo a ser alvo de forte contestação social.

Em Portugal, a vontade de que a tauromaquia seja abolida é de tal ordem que, entre milhares de ideias para o futuro do País apresentadas nas duas edições de “O Meu Movimento”, do XIX Governo de Portugal (2011-2015), as ideias mais votadas pelos Portugueses e Portuguesas (e, como tal, as vencedoras da iniciativa) foram, respectivamente, o “Movimento para a Abolição das Corridas de Touros” e o “Movimento pelo Fim dos Dinheiros Públicos para as Touradas”.

Perante o exposto, e sendo Vossa Excelência o Presidente de todos os Portugueses e Portuguesas, fica o meu apelo para que decline o convite em causa.

Na expectativa de uma resposta que vá ao encontro do meu pedido, e agradecendo antecipadamente a atenção de Vossa Excelência, apresento os meus melhores e mais respeitosos cumprimentos,
(Nome)
(Cidade e País)

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

*☆*.¸¸.* Boas Festas *.¸¸.*☆*


Que 2017 seja um ano com mais Paz, para os animais humanos e para os animais não humanos, do que qualquer outro! Feliz Natal e um Óptimo Ano Novo.

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

✬ Passatempo de Natal (1 livro grátis) | "Romeu, o Touro que não gostava de Touradas" a caminho de sua casa! ;)


Quer ganhar um exemplar do livro “Romeu, o Touro que não gostava de Touradas”? Habilite-se, seguindo estas indicações:

1 - Fazer "gosto" (ou já ter feito “gosto”) em cada uma das 3 páginas seguintes, e, em cada uma delas, clicar em “convidar amigos para gostarem desta página” (botão do lado direito), seleccionando 20 amigos para receberem cada um dos 3 convites a enviar:

Romeu, o Touro que não gostava de Touradas;

Briza Editora;

Marinhenses Anti-touradas;

2 - Fazer “gosto” nesta publicação e partilhá-la (em modo visualização pública);

3 - Deixar um comentário nesta publicação (enviando uma cópia do mesmo para marinhenses.antitouradas@gmail.com) que inclua as palavras “touradas” e “Romeu”, bem como 5 números de 1 a 50 separados por vírgulas;

4 - Participar até às 19:00 (hora de Portugal Continental) do dia 9 de Dezembro de 2016, ou do dia 16 de Dezembro (se houver prolongamento), sendo válida apenas uma participação (uma única ou a mais antiga) por pessoa.

Quem ganhará o “Romeu, o Touro que não gostava de Touradas” que a Briza Editora vai oferecer?

(I) A primeira pessoa que acertar em 3 dos números que forem seleccionados no sorteio de 9/12/2016 do Euromilhões. (II) Se ninguém acertar em 3 dos números do sorteio de 9/12/2016, mantêm-se estas mesmas regras para o sorteio de 16/12/2016. (III) Se, ainda assim, não houver ninguém vencedor, o livro irá para a pessoa cujo comentário tiver mais gostos. Em caso de empate (seja em I, II, ou III), será vencedora a pessoa que tiver deixado o comentário (cumpridor do ponto 3 supra) mais antigo, em termos de hora e data de publicação.

[Passatempo de Natal em parceria com a Briza Editora. O exemplar do livro será enviado para a pessoa vencedora, que não terá de suportar quaisquer custos, nem mesmo portes, se o envio for feito para Portugal (Continental ou Ilhas). Caso a pessoa vencedora não nos faculte os dados para envio do livro até 2 dias após tal lhe ser pedido, será apurado/a outro/a vencedor/a.]

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Derramamento de Sangue de Animais Inocentes a favor de uma Associação de Dadores de Sangue!!! (30/10/2016)

Há uns dias:
- Fotos 1 e 2 – Em paz no seu habitat natural.



Durante a manhã de ontem:

- Foto 3 – Conduzidos para encurralamento;

- Fotos 4 e 5 – Encurralados para serem, de seguida, obrigados a entrar num carro de transporte;



- Sem foto – O transporte, com todo o stress associado;

- Foto 6 – Um dos encurralados, com um olhar que diz tudo, já nos curros da praça de touros de Évora.


Durante a tarde de ontem:

- Sem foto – Corte dos cornos/embolação; 

- Foto 7 – Na arena, perante um público desprovido de compaixão;

- Foto 8 – Na arena, a ser atacado, enquanto se vai esvaindo em sangue;

- Sem fotos – Outros momentos de horror, como o retirar das farpas e o abate.

Objectivo desta duplamente vergonhosa tourada (de 30/10/2016), que provocou muitos ferimentos, conducentes à perda de litros e litros de sangue, e a morte a animais sencientes: 
  • Donativo de parte da receita à Associação de *Dadores Benévolos de Sangue* do distrito de Évora!!!

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Goya NÃO era "Taurino" coisíssima nenhuma!

Teófilo Braga
12 h
Goya e a tauromaquia
Muito recentemente adquiri a publicação “A Vida e a Arte de Goya”, inserida na publicação quinzenal “Iniciação – Cadernos de Informação Cultural”, editada, em 1943, pelo Professor Agostinho da Silva.
Francisco José de Goya y Lucientes (1746 - 1828) foi um pintor e gravador espanhol que, segundo Agostinho da Silva, embora mantendo relações com gente da corte não perdeu a independência e o “gosto de livre crítica”, continuando a ser um “homem do povo do nascimento à morte”.
Nos últimos anos da sua vida, “apesar da velhice e da doença, a sua capacidade de trabalho não diminui” tendo gravado “os Provérbios e a Tauromaquia”
Talvez pelo simples facto de ter obras sobre a tauromaquia, Goya foi, durante muitos anos, considerado um defensor das touradas, tendo sido um dos grandes vultos da cultura citado pelos adeptos das mesmas em defesa da sua continuação. A título de exemplo, ainda em 2010, Ignacio Gonzalez, vice presidente da Comunidade de Madrid socorria-se do “interesse de grandes artistas pelo espetáculo taurino”, entre eles Goya, para anunciar que o seu governo iria declarar as touradas como “bem de interesse cultural”.
Através de uma leitura mais recente da obra de Goya, os especialistas chegaram à conclusão de que ao contrário de ser defensor das touradas aquele terá sido um crítico da violência tauromáquica.
José Manuel Matilla, conservador do Museu do Prado, referindo-se a uma exposição sobre Goya que esteve patente naquele museu escreveu:
"A crítica romântica apresenta um Goya taurino, que inclusive na juventude chegou a tourear, mas essas gravuras são uma grande crítica à tauromaquia, especialmente pela enorme violência para toureiros e cavalos. A série termina com a morte de Pepe Hillo na Praça de Madrid, o mais famoso toureiro, que levou à proibição de touradas. Para Goya, as touradas não são ações heroicas, mas sim o medo e o terror, a morte, a violência e a irracionalidade”.
Segundo Sabela Rodríguez Álvarez, aquando da inauguração da referida exposição o escultor, Juan Bordes, destacou “quatro pinturas batizadas como Los toros de Burdeos, que mostram “o touro como o único inocente”, frente aos rostos do público e dos toureiros, que são representados de forma "monstruosa", como a personificação de "quem quer se alimentar de sangue”.
Teófilo Braga
(Correio dos Açores, 31058,18 de outubro de 2016, p. 14)